Sistema Criar de ensino

delaneCom muita dedicação, amor e estudo, a Escola Criar e Recrear desenvolveu projetos pedagógicos. Desde bebê até o último ano do Ensino Fundamental, os aprendizes são estimulados, não só com o propósito de adquirir conhecimento, mas com o compromisso de serem formados, acima de tudo, cidadãos, com autonomia para interagir com o meio de forma responsável e construtiva.

Conheça mais sobre o Sistema Criar de Ensino, a partir desta entrevista com a idealizadora e diretora da Escola Criar e Recrear, Delane Medeiros Valente. Ela explica qual é a proposta pedagógica da escola e como os pais podem colaborar para favorecer ainda mais o aprendizado dos seus filhos.

Qual é a proposta pedagógica da Escola Criar e Recrear?
Sócio-interacionista. A teoria construtivista foi desenvolvida por Piaget, que teve como discípulo Vygotsky. Ele complementou o construtivismo, trazendo o outro para o processo ensino-aprendizagem. Segundo o construtivismo, a criança aprende a partir da sua interação com o objeto. Já a proposta sócio-interacionista enxerga também o outro como parte importante da construção do saber, onde a interação, a conversa, a sugestão, a ajuda mútua vão promover o conhecimento.


Em Maceió, várias escolas dizem seguir a teoria sócio-interacionista. Qual o diferencial da Criar e Recrear?

Não conheço como as outras escolas interpretam o construtivismo nem a teoria sócio-interacionista. Não tenho como fazer comparações. O grande diferencial da proposta sócio-interacionista bem trabalhada, bem fundamentada, está na interpretação da teoria. O diferencial será estabelecido quando esta interpretação for para a prática. Cada escola tem sua visão de educação, sua filosofia. A gente entende que a educação é um espaço amplo, dinâmico, onde não se para o tempo todo. Aqui, a gente está sempre construindo, buscando novas possibilidades para promover o desenvolvimento da criança, para que ela fique bem, para que ela atue com segurança, com firmeza e com competência no ambiente onde está inserida. A gente trabalha para que a criança circule no sistema com condições de modificá-lo. E isso uma escola só consegue a partir das ações diárias, das estratégias pedagógicas que desenvolve.


Que resultados são percebidos nas crianças que crescem na Criar e Recrear? Educação 2

A gente percebe uma evolução geral, não só na competência intelectual, mas na formação de valores. A criança que cresce na Criar se coloca a serviço da sociedade, a serviço do outro. Com naturalidade, ela respeita o outro independente da forma como o outro venha a ser. Nossos aprendizes gostam de estar no ambiente social e de atuar nele. As crianças aqui despertam a cidadania, no sentido de intervir adequadamente, de saber se posicionar em determinadas situações. No dia a dia, a gente trabalha valores, usando muitas vezes situações de conflito. A partir delas, os aprendizes vão se posicionando e entendendo como é ser atuante no mundo.

A Criar e Recrear é uma escola exclusiva para crianças. Porque esta opção e o que há de positivo nisso?
Todo nosso corpo de profissionais está preocupado com o bem estar da criança. Consideramos que a infância é a base. É ela que vai firmar um adulto centrado, um adulto bem resolvido. Sempre faço a comparação com a construção de uma casa. Se você vai construir uma casa e não fizer um alicerce bem feito, a casa poderá ruir mais adiante. Assim é o ser humano. A infância deve ser bem resolvida, deve ser compreendida, respeitada, considerada, dentro de toda sua globalidade: no desenvolvimento social, cognitivo, afetivo, psicológico… Existe uma série de fatores imprescindíveis para que tenhamos uma infância feliz realmente. Por isso é fundamental que as pessoas que estão lidando com a educação infantil conheçam o desenvolvimento da criança, saibam como ela interage, como ela pode reagir à determinada situação. É preciso saber como ajudá-la, como contribuir para que ela se resolva bem em determinado momento e amadureça de forma saudável. Com uma infância bem vivida, as chances de o adulto ser feliz, ser bem resolvido, ser saudável, são bem maiores.

Como a Criar e Recrear prepara os profissionais?
Estamos sempre promovendo cursos e palestras. Temos grupos de estudo há mais de 15 anos. A gente para para estudar. O profissional precisa se reciclar e se a escola não contribui é mais difícil por que as vezes estuda à noite, é mãe, tem filhos, tem uma gama de outras obrigações que às vezes tira o foco do estudo. E não tem como fazer educação sem ler. Aqui, os cursos são para todos, não para professores ou coordenadores, mas também os auxiliares, porteiros, o pessoal da secretaria, porque todos são educadores.


EducaçãoPara que o aprendizado proposto pela Criar e Recrear seja ainda mais completo, de que maneira os pais podem contribuir?

Enxergando a escola como sua grande parceira e tendo a segurança e a tranqüilidade de que estamos aqui para servir as crianças e para intervir. Intervindo estamos contribuindo para que os pais fiquem bem e para que as crianças cresçam. Somos uma escola aberta para receber todas as pessoas que se sentirem preocupadas ou que queiram alguma sugestão.  É importante que os pais estejam acompanhando no dia a dia as atividades dos filhos, que conversem com eles, que venham até nós, que não fiquem com dúvidas, não fiquem angustiados, trabalhamos para o bem estar de todos.

Nossa preocupação é educar olhando nos olhos, olhando para a íris dos olhos da criança, porque quando a gente olha nos olhos a gente se compromete, a gente estabelece uma relação de afetividade, de carinho, de cumplicidade. A gente educa passando por esta corrente, de amor mesmo, de carinho, porque a aprendizagem só acontece quando antes acontece a relação afetiva. É preciso se estabelecer uma relação de afetividade, de amor pleno, para que o aprendiz sinta segurança em errar, inclusive. As crianças não são julgadas aqui na escola, são ajudadas. Estamos aqui para isso. A relação afetiva é muito importante, é preciso se envolver no dia a dia, e eles sentem isso. Sempre digo aos professores, estejam com as crianças como se estivessem com seus filhos. Quando os pais deixam os filhos aqui precisam sentir que eles estão seguros e que estão sendo amados. Os conflitos e as adversidades poderão acontecer, porque onde tem pessoas existem as dificuldades, mas em comunidade, dialogando, tudo se resolve e todos ganham com isso. A gente educa pessoas responsáveis, estamos formando crianças cidadãs. É na escola que elas aprendem as primeiras lições de cidadania. E temos muito prazer em fazer parte deste processo.